Deputados alemães rejeitam vacinação obrigatória de covid para maiores de 60 anos

Compartilhe

Os legisladores alemães rejeitam um projeto de lei que exige que todas as pessoas com 60 anos ou mais no país sejam vacinadas contra o coronavírus – uma solução de compromisso que o governo esperava obter uma maioria parlamentar.

O chanceler Olaf Scholz e seu ministro da Saúde originalmente pediram que um mandato de vacina se aplicasse a todos os adultos na Alemanha, mas alguns legisladores do governo e a maior parte da oposição recusaram a ideia.

A votação provoca a alegria de ativistas antivacinas, que fizeram uma marcha pelo distrito governamental de Berlim tocando tambores, buzinas e carregando faixas com slogans como “Nós somos a linha vermelha” ou simplesmente “Não”.

O projeto de lei foi apresentado por um grupo de vários partidos após meses de regateio. Previa exigir que os idosos tomassem a vacina, mas que houvesse aconselhamento obrigatório para todos os adultos para ajudá-los a avaliar as vantagens e os riscos da vacinação contra o COVID-19.

Ao final, 378 parlamentares votaram contra o projeto, 296 são a favor e nove se abstêm.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.