Elon Musk ameaça desistir de acordo com o Twitter, acusa empresa de ‘ocultar dados’

Compartilhe

O fundador da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, acredita que o Twitter está violando seu acordo de fusão ao não fornecer a ele informações sobre o spam e contas falsas que o bilionário exigiu, informa a Bloomberg, referenciando uma declaração de valores do empresário.

Musk acredita que a empresa, ao se recusar a divulgar esses assuntos para ele, está “resistindo ativamente e frustrando seus direitos de informação”, diz o documento. Segundo o empresário, a relutância da empresa em fornecer mais informações é “uma clara violação material das obrigações do Twitter sob o acordo de fusão”.

Como fica claro na declaração, dada a situação dada, “Musk se reserva todos os direitos resultantes, incluindo o direito de não consumar a transação e o direito de rescindir o contrato de fusão”.

Em 13 de maio, o magnata  anunciou  que a aquisição do Twitter “está temporariamente suspensa” enquanto aguarda a empresa demonstrar que os ‘bots’ naquela rede social representam menos de 5% de seus usuários, número que segundo o empresário é realmente perto de 20%.

Posteriormente, o CEO do Twitter, Parag Agrawal, reconheceu que a detecção rigorosa de contas falsas é um “grande desafio”. E  explicou  os motivos: “Uma conta composta por um primeiro nome seguido de muitos números e sem foto de perfil […] pode parecer um ‘bot’ ou ‘spam’, mas nos bastidores existem vários indicadores que é uma pessoa real”, disse ele. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.