Em plena visita de Biden a Ásia, a China lança exercícios no Mar da China Meridional

Compartilhe

As Forças Armadas chinesas estão realizando exercícios militares no Mar da China Meridional para coincidir com a primeira visita do presidente dos EUA, Joe Biden, à Ásia, informou a AP na  sexta-feira.

O escritório da Administração de Segurança Marítima da China na província de Hainan disse que os exercícios continuarão até a próxima segunda-feira. Todos os navios e aeronaves não militares estão proibidos de entrar na área de manobra.

Da mesma forma, desde o início de maio, navios de guerra chineses liderados pelo porta-aviões Liaoning realizam uma  missão de  treinamento de combate realista e rotineira   nas águas do Mar do Japão.

Por sua vez, o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, criticou nesta quarta-feira durante uma videochamada com seu colega japonês, Yoshimasa Hayashi, o que chamou de movimentos negativos de Washington e Tóquio contra Pequim.

“O que desperta atenção e vigilância é o fato de que, antes mesmo de o líder dos EUA partir para a reunião, a chamada retórica conjunta Japão-EUA contra a China já está levantando poeira”, disse Wang.

Joe Biden visitará a Coreia do Sul e o Japão de 20 a 24 de maio para se reunir com os líderes das duas nações e com os líderes dos países membros do Diálogo de Segurança Quadrilátero (QUAD), formado por Estados Unidos, Austrália, Índia e Japão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.