Enorme mancha solar pode provocar uma tempestade geomagnética na Terra neste fim de semana

Compartilhe

Nos dias 6 e 7 de agosto, uma enorme mancha solar no outro lado do Sol se voltará para a Terra, potencialmente provocando explosões solares e uma intensa explosão de radiação na atmosfera de nossa estrela.

Tais distúrbios, por sua vez, desencadeariam uma tempestade geomagnética em nosso planeta, afetando satélites de comunicação e GPS que orbitam perto da Terra, bem como sistemas de navegação de aeronaves. O Centro de Previsão do Clima Espacial da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA) emitiu uma previsão de um campo geomagnético instável ao redor da Terra neste fim de semana, o que nos casos menos graves significaria o aparecimento de luzes do norte. 

Embora a mancha solar esteja localizada do outro lado do Sol, os cientistas a detectaram monitorando seus efeitos vibracionais.

“O Sol vibra continuamente, devido às bolhas de convecção que atingem a superfície”, disse Dean Pesnell, cientista do projeto no Solar Dynamics Observatory (SDO) da NASA.

O forte campo magnético da mancha solar desacelera essas vibrações, que viajam por toda a estrela. Como resultado, observatórios como o SDO podem monitorar manchas solares no lado distante de nossa estrela hospedeira para o atraso nessas ondas vibracionais, mesmo que possam ver apenas seu lado próximo. 

“Quanto maior a mancha solar e mais forte o campo magnético, maior será esse atraso”, acrescentou Pesnell.

Em relação às previsões para este fim de semana, Pesnell afirmou que “há um filamento indo na direção da mancha solar, então pode haver algumas ejeções de massa coronal”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.