Espanha registra primeira morte por varíola dos macacos a medida que casos passam de 4 mil

Compartilhe

O Ministério da Saúde espanhol confirmou esta sexta-feira a primeira morte no país por varíola.

A informação foi divulgada no último relatório sobre a situação desta doença no país, mas não foram divulgadas mais informações sobre o falecido , apenas que era um dos internados.

Esta seria a primeira morte por varíola dos macacos na Europa. Nesta mesma sexta-feira foi confirmada mais uma morte no Brasil e a Organização Mundial da Saúde (OMS) havia confirmado anteriormente cinco mortes em países africanos.

Os casos

O Ministério da Saúde espanhol  informou  até esta sexta-feira, segundo dados da Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica (RENAVE), 4.298 casos de infecção; dos quais mais de 4.000 são homens e apenas 64 mulheres, e a idade varia entre 10 meses e 88 anos, com média de 37 anos.

Os casos notificados provêm das 17 comunidades autónomas do país. O maior número de infecções é registrado em Madri, com 1.656, e na Catalunha, com 1.406 .

O relatório detalha que 135 pacientes tiveram complicações. “As mais frequentes foram infecções bacterianas secundárias e úlceras na boca”, diz.

No último sábado, a OMS  declarou  que, devido ao aumento de casos de varíola em todo o mundo, decidiu-se classificar o surto como  uma emergência de saúde global . 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.