Hepatite aguda ‘misteriosa’ em crianças, número de casos chega a 300 no mundo

Compartilhe

O número total de casos de hepatite grave de etiologia desconhecida aumentou para cerca de  300 em todo o mundo, informou o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) na sexta-feira.

Até 5 de maio, aproximadamente 95 casos de doença foram registrados na Europa entre crianças menores de 16 anos, detalhou a agência em um relatório . A hepatite foi detectada em 15 países europeus: Itália (35 casos), Espanha (22), Dinamarca (6), Holanda (6), Irlanda (menos de 5), Portugal (4), Romênia (4), Bélgica ( 3), Áustria (2), Chipre (2), Noruega (2), França (2), Alemanha (1), Polónia (1), Eslovénia (1).

Entre esses casos, pelo menos 13 pacientes testaram positivo para adenovírus, pelo menos três foram diagnosticados com o coronavírus e cinco pessoas precisaram de um transplante de fígado, observou o ECDC.

Por sua vez, a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido identificou um total de 145 crianças menores de 10 anos com hepatite aguda de etiologia desconhecida no território britânico. “Destes casos, 10 crianças receberam um transplante de fígado”, afirma o relatório. “São predominantemente crianças com menos de 5 anos de idade que apresentaram inicialmente sintomas gastrointestinais (como diarreia e náuseas), seguidos pelo aparecimento de icterícia e hepatite aguda”, acrescenta.

Além disso, pelo menos 60 casos de hepatite aguda em crianças foram relatados em 10 outros países : Estados Unidos (35 casos), Israel (12), Indonésia (3), Japão (3), Argentina (2), Costa Rica (1 ), Panamá (1), Palestina (1), Sérvia (1) e Singapura (1). O ECDC observou que as autoridades de saúde palestinas relataram na terça-feira a morte de um menino de 8 anos com hepatite grave; No entanto, de momento não se sabe se é o mesmo menor que foi diagnosticado com a doença na semana anterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.