Israel terá novas eleições, Knesset se desfaz, Lapid se torna primeiro-ministro

Compartilhe

O chefe do governo israelense, Naftali Bennett, e o vice-primeiro-ministro e ministro das Relações Exteriores, Yair Lapid, anunciaram na noite de segunda-feira a próxima dissolução do Parlamento e a convocação de novas eleições.

Segundo a mídia local , a rotação entre os dois ocorreria após a aprovação do projeto de lei para dissolver o Knesset na próxima semana, quando Lapid assumirá o cargo de primeiro-ministro.

Eles também anunciaram que farão uma declaração especial às 20h00 (hora local) sobre a antecipação das eleições, que serão as quintas a serem realizadas nos últimos três anos.

Durante sua declaração conjunta, os líderes disseram ter “opções esgotadas para estabilizar” sua coalizão, formada em junho de 2021 pelo desejo de derrubar o então primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, e que era composta por um caleidoscópio ideológico de partidos, incluindo anti -guerra à esquerda, pró-colonos à direita e um partido islâmico árabe pela primeira vez em Israel.

A aliança, que se formou como coalizão governista há um ano, começou a se fragmentar quando vários membros saíram ou ameaçaram sair, deixando o governo com uma pequena maioria parlamentar, dividida em questões políticas importantes , como o conflito israelo-palestino e questões de Estado e religião.

Por sua vez, o líder da oposição, Benjamin Netanyahu, saudou o anúncio como “uma ótima notícia para milhões de cidadãos israelenses”, enquanto assegurava que “está claro para todos que o pior governo da história de Israel chegou ao fim”. Além disso, ele informou que ele e seus colegas pretendem formar “um amplo Governo Nacional” que zelará por todos os cidadãos de Israel, sem exceção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.