Mato Grosso do Sul tem o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos

Compartilhe

A Secretária Estadual de Saúde (SES) informou, nesta terça-feira (31), que foi notificado o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos em Corumbá (MS) – cidade a 415 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a SES, trata-se de um adolescente, de 16 anos, residente em Porto Quijarro, na Bolívia. O jovem procurou atendimento médico no município, onde está internado e isolado.

Em nota, a secretaria informou que o adolescente esteve no dia 26 de abril, em Santa Cruz de La Sierra, onde passou por uma consulta com médico neurologista. O paciente fez uso do medicamento carbamazepina e, desde então, relata que após quatro dias da troca de marca do remédio, começou a perceber lesões avermelhadas pelo corpo, espalhando pela boca e pela região genital.

Outras lesões inflamadas foram detectadas no couro cabeludo e tórax, além de febre (38,5ºC), ínguas na cervical, axilas e virilha, sendo esses sintomas da doença.

Segundo a mãe do adolescente, a família não teve contato com ninguém com sintomas semelhantes e que mesmo a sala de espera do médico estando cheia, não havia ninguém com os sintomas citados. Neste mesmo dia, o paciente começou a apresentar manchas avermelhadas pelo corpo, havendo rupturas de lesões na região peniana, mãos e pés.

O adolescente chegou em Corumbá, no dia 29 de maio, e passou por atendimento no Pronto Socorro ficando em isolamento. Na tarde de segunda-feira (30), a vítima foi internada na Santa Casa.

 Secretaria de Estado de Saúde destacou que foram solicitados diversos exames para prosseguimento à investigação do caso. E ressalta que é fundamental a realização de investigação clínica no intuito de descartar as doenças que se enquadram como diagnóstico diferencial, dentre elas, varicela, herpes zoster, sarampo, zika, dengue, herpes simples, infecções bacterianas da pele, infecção gonocócica disseminada, sífilis primária ou secundária, cancroide, linfogranuloma venéreo, granuloma inguinal, molusco contagioso (poxvirus), reação alérgica (como a plantas).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.