Novak Djokovic tem visto cancelado pela segunda vez na Austrália por não se vacinar

Compartilhe

O ministro da Imigração da Austrália, Alex Hawke, optou por usar seu poder executivo e cancelou pessoalmente o visto do tenista Novak Djokovic, apesar do atleta sérvio ter vencido o processo judicial contra a anulação anterior no início desta semana.

Hawke anunciou que a resolução foi guiada por ” razões de saúde e boa ordem , alegando que era do interesse público fazê-lo”. “Ao tomar esta decisão, considerei cuidadosamente as informações fornecidas a mim pelo Departamento do Interior, pela Força de Fronteira Australiana e pelo Sr. Djokovic”, disse ele.

“O Governo de Morrison está firmemente empenhado em proteger as fronteiras da Austrália, particularmente em relação à pandemia de covid-19”, acrescentou o ministro.

No momento, não está claro se Djokovic será devolvido às instalações do Park Hotel, onde permaneceu com outros imigrantes detidos até que o Tribunal Federal da Austrália decidisse sua libertação em 10 de janeiro. Por sua vez, os advogados do tenista disseram que pretendem entrar com uma ordem judicial contra a decisão de Hawke para que Djokovic possa competir no Aberto da Austrália.

Seguindo a resolução, que vem três dias antes do início do torneio, o jogador enfrenta novamente deportação e proibição de entrar na Austrália pelos próximos três anos . Esta é a segunda vez que as autoridades australianas cancelam o visto de Djokovic desde que ele chegou a Melbourne na semana passada e não foi autorizado a entrar no país. Naquela época, a Força de Fronteira Australiana informou que a estrela sérvia “não havia apresentado as evidências apropriadas para atender aos requisitos de entrada” naquele país.

No passado sábado soube-se que Djokovic, que não está vacinado,  tinha testado positivo  à covid-19 num teste de PCR realizado a 16 de dezembro. No entanto, as autoridades de imigração decidiram cancelar o seu visto, argumentando que “a anterior infeção por covid-19 não é considerada contraindicação médica para vacinação contra a covid-19 na Austrália” e que o tenista é um viajante internacional que está de acordo com as regras de biossegurança e todos os requisitos correspondentes se aplicam para entrar no território nacional em condições de pandemia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.