Novo ciclone extratropical provocará temporais no Rio Grande do Sul

Compartilhe

Uma área de baixa pressão atmosférica no Paraguai passa a ganhar mais força a partir do domingo (5) e se desloca em direção ao oeste do Rio Grande do Sul, provocando uma pressão atmosférica relativamente baixa, também chamada de cavado.

Ao longo do domingo (5), ainda não há risco de temporais no Rio Grande do Sul, mas a partir de segunda-feira (6) este sistema de baixa pressão se transformará em um ciclone extratropical. O ciclone deverá atingir em cheio o estado gaúcho,  trazendo tempestades, condições para granizo, chuva expressiva e ventos fortes.

Áreas mais afetadas

A previsão para segunda-feira (6) é de chuva forte, acompanhada por raios e rajadas de vento desde a madrugada, com aumento da precipitação em toda a fronteira oeste, centro e leste do Rio Grande do Sul. A tempestade deverá atingir a capital Porto Alegre, região serrana e litoral, e os acumulados podem chegar a até 150mm.

Esse sistema ainda atua ao longo da terça-feira (7), com chuva extremamente forte e frequente, raios, trovoadas e rajadas de vento. A partir de quarta-feira (8), o ciclone extratropical começa a se afastar para o oceano, resultando na diminuição da chuva forte no estado.

Próximos dias
 

Após o afastamento do ciclone para alto mar, não há mais risco para temporais no Rio Grande do Sul e demais áreas da Região Sul do Brasil. Ainda haverá muita nebulosidade, e a chuva deve diminuir, mas as temperaturas seguem baixas. Já a agitação marítima começa a partir de sexta-feira (10) e a costa do Rio Grande do Sul terá ondas de até 3,5m de altura, com rajadas de vento de até 50 km/h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.