OTAN diz que está pronta para intervir em Kosovo se ‘estabilidade estiver em risco’

Compartilhe

As tensões aumentaram no Kosovo em resposta a um novo regulamento sobre identidades

As forças lideradas pela OTAN estão preparadas para intervir no norte do Kosovo se a estabilidade na região for comprometida.

A Otan disse em comunicado no domingo que as tensões estão aumentando nos municípios do norte de Kosovo e que a Kosovo Force Pristina (KFOR) está monitorando a situação de perto.

A KFOR, a força de paz liderada pela OTAN, foi criada em 1999 com a adoção da Resolução 1244 do Conselho de Segurança da ONU, que veio em resposta ao agravamento da crise humanitária .

As tensões estão novamente aumentando em meio a uma nova regulamentação do governo que obrigará as pessoas que entram em Kosovo com identidades sérvias a substituí-las por um documento temporário durante sua estadia lá.

No domingo, sérvios étnicos no norte de Kosovo – um estado parcialmente reconhecido que faz fronteira com a Sérvia nos Bálcãs – bloquearam duas importantes passagens de fronteira com a Sérvia para protestar contra a nova regra.

A Otan disse que a KFOR está monitorando a situação de perto “e está preparada para intervir se a estabilidade for ameaçada”.

“A KFOR mantém uma postura visível e ágil no terreno, e o Comandante da KFOR está em contacto com todos os seus principais interlocutores, incluindo os representantes das organizações de segurança do Kosovo e a Sérvia de Defesa”, afirmou a NATO em comunicado.

O novo regulamento deveria entrar em vigor em 1º de agosto, mas Kosovo anunciou no final do domingo que adiaria a decisão sobre placas e documentos de identidade emitidos pela Sérvia até 1º de setembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.