Papa Francisco diz que encontro com patriarca ortodoxo russo em Jerusalém foi ‘suspensa’,após alerta do Vaticano que reunião “poderia levar a muita confusão”

Compartilhe

O papa Francisco disse em uma entrevista publicada na quinta-feira que uma reunião agendada em Jerusalém com o patriarca ortodoxo russo Kirill foi “suspensa”.

Falando ao jornal argentino La Nacion, o papa disse que diplomatas do Vaticano alertaram que a realização da reunião em junho “pode levar a muita confusão”.

O papa não deu nenhuma indicação de quando a reunião seria realizada e não deu detalhes sobre o motivo pelo qual foi cancelada.

O patriarca russo é um defensor vocal da invasão da Ucrânia pela Rússia, enquanto o pontífice pediu o fim da guerra e lamentou a morte de crianças e outros civis indefesos na Ucrânia.

“Que haja paz para a Ucrânia devastada pela guerra, tão duramente provada pela violência e destruição desta guerra cruel e sem sentido para a qual foi arrastada”, disse Francisco na Páscoa enquanto se dirigia a uma multidão na Praça de São Pedro.

Sua reunião planejada em Jerusalém teria seguido sua próxima viagem ao vizinho Líbano.

O Papa Francisco visitou Israel pela última vez em maio de 2014 . Sua viagem incluiu visitas a locais religiosos em Jerusalém e Belém e uma breve parada na barreira de segurança da Cisjordânia, bem como visitas ao memorial do Holocausto Yad Vashem, o túmulo de Theodor Herzl e um memorial israelense às vítimas do terrorismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.