Pentágono cria escritório que ficará responsável de investigar OVNIs

Compartilhe

O Departamento de Defesa dos EUA informou nesta quarta-feira sobre a criação do All Domain Anomaly Resolution Office (AARO), que ficará encarregado de investigar fenômenos aéreos não identificados, comumente conhecidos como OVNIs .

Entre os objetivos designados, a AARO será responsável por coordenar os esforços dentro do Pentágono para detectar, identificar e atribuir objetos de interesse em áreas próximas a instalações militares, áreas operacionais, áreas de treinamento e outros locais de interesse.

Do Pentágono frisaram que a entidade terá de “ mitigar qualquer ameaça associada à segurança nacional ou operações” de “ objetos espaciais, aéreos, submersos, anômalos e não identificados ”.

Essa filial do Departamento de Defesa surgiu como resultado da ampliação do escopo do Grupo de Identificação e Gerenciamento de Objetos Aéreos (abreviado como AOIMSG, em inglês) e sua posterior mudança de nome. A AARO foi criada após a promulgação da Lei de Defesa Nacional de 2022. 

O órgão será chefiado por Sean Kirkpatrick , que antes desta nomeação atuou como cientista-chefe do Centro de Inteligência Espacial de Mísseis da Agência de Defesa. 

  • Em junho de 2021, o Bureau of Intelligence dos EUA  divulgou um relatório sobre avistamentos de fenômenos aéreos não identificados.
  • Depois de analisar 144 incidentes inexplicáveis ​​testemunhados por militares dos EUA entre 2004 e 2021, a única coisa que os especialistas puderam concluir é que na maioria dos casos eram ” objetos físicos “, já que foram registrados por sensores e radares infravermelhos e eletro-ópticos, além à percepção visual. No entanto, eles não conseguiram determinar a natureza dos fenômenos .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.