Pentágono não descarta que mais recrutas russos possam ser enviados para lutar na Ucrânia

Compartilhe

O secretário de imprensa do Pentágono, John Kirby, não descartou a ideia de que a Rússia poderia enviar mais recrutas para lutar na Ucrânia.

“Eles alegaram que não serão enviados à Ucrânia para lutar… veremos”, disse Kirby quando questionado sobre os 134.000 recrutas que a Rússia está procurando trazer para suas forças armadas.

Kirby apontou que os russos negaram anteriormente que os recrutas estivessem lutando na Ucrânia, apenas para relatórios posteriores revelarem que isso não era verdade.

“Uma quantidade significativa de suas forças eram recrutas”, disse Kirby, observando que alguns foram enganados e informados de que estavam fazendo um exercício de treinamento quando a Rússia lançou sua invasão da Ucrânia.

Kirby concluiu alertando para não tirar nada da Rússia pelo “valor nominal”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.