Presidente Bolsonaro diz que não se pode admitir interferência na liberdade de expressão

Compartilhe

Em mais um dia de tensão entre os Poderes, o presidente Jair Bolsonaro fez novas críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF). Mesmo sem citar explicitamente o caso do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), Bolsonaro disse que “certos Poderes” não podem fazer o que bem entendem.”Não podemos admitir que alguns de nós, que podem ter certos poderes, interfiram no destino da nossa Nação”, afirmou o presidente ao participar da abertura da 23.ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

Diante de uma plateia formada por prefeitos, Bolsonaro se referiu, mais uma vez, ao direito de liberdade de expressão como “algo inegociável”.

Bolsonaro destacou no encontro que tem alinhamento “quase perfeito” com a Câmara e o Senado. “Não dá para ser 100%”, disse ele, fazendo acenos ao Centrão. “Em poucas coisas divergimos. Isso é normal na política”, completou.

O presidente encerrou o discurso com as palavras “Deus, Pátria e Família”, lema da Ação Integralista Brasileira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.