Putin ameaça bombardear mais se a Ucrânia receber mísseis de longo alcance dos EUA

Compartilhe

O presidente da Rússia emite um novo aviso ao Ocidente contra o fornecimento de mísseis de longo alcance à Ucrânia enquanto ela ataca Kiev

O presidente russo, Vladimir Putin, alertou o Ocidente contra o fornecimento de mísseis de longo alcance à Ucrânia, já que Moscou alegou ter atingido alvos em Kyiv, destruindo tanques e outros veículos blindados fornecidos por países ocidentais.

Putin alertou que atingiria novos alvos se sistemas avançados de foguetes fossem fornecidos à Ucrânia, acrescentando que novas entregas de armas para Kyiv visam “prolongar o conflito”.

Moscou “tirará as conclusões apropriadas e usará nossas armas…. para atacar aqueles alvos que ainda não atingimos”, disse o líder russo sem especificar quais alvos ele se referia.

Seus comentários vêm dias depois que o presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou que os EUA enviariam “sistemas de foguetes que podem atacar a Rússia”, mas um dia depois anunciou que havia decidido fornecer à Ucrânia “sistemas de foguetes e munições mais avançados”, sem mencionar os sistemas de nome.

A Ucrânia tem buscado vários sistemas de lançamento de foguetes (MLRS), como o M270 e o M142 HIMARS , para atingir tropas e estoques de armas na retaguarda das forças russas.

Embora Kyiv tenha enfatizado que não atingiria alvos dentro da Rússia, há preocupações de que o fornecimento de tais armas poderia levar os EUA e seus aliados da Otan a um conflito direto com Moscou.

Autoridades russas alertaram repetidamente que a decisão dos EUA de fornecer à Ucrânia sistemas avançados de foguetes poderia exacerbar o conflito.

Putin também insistiu que não traria nenhuma mudança fundamental no campo de batalha.

Falando ao canal de televisão estatal Rossiya-1, ele disse que o “barulho” em torno do fornecimento de armas ocidentais para a Ucrânia foi projetado para prolongar o conflito.

“Entendemos que esse fornecimento dos Estados Unidos e de alguns outros países visa compensar as perdas desse equipamento militar”, disse Putin.

“Isso não é novidade. Não muda nada em essência.”

Rússia diz que destruiu tanques doados em Kiev

A Rússia disse no domingo que usou mísseis de longo alcance para destruir tanques fornecidos à Ucrânia por países do Leste Europeu durante ataques a Kiev.

“Mísseis de alta precisão e longo alcance disparados pelas Forças Aeroespaciais Russas nos arredores de Kyiv destruíram tanques T-72 fornecidos por países do Leste Europeu e outros veículos blindados que estavam em hangares”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov.

Uma enxurrada de ataques aéreos destruiu cinco semanas de calma assustadora na capital da Ucrânia no domingo, supostamente atingindo instalações ferroviárias e outras infraestruturas.

Não houve confirmação imediata da Ucrânia de que os ataques russos destruíram tanques.

A operadora de usina nuclear Energoatom disse que um míssil de cruzeiro atingiu a usina nuclear de Pivdennoukrainsk, a cerca de 350 quilômetros ao sul, a caminho da capital e citou os perigos de um quase acidente.

Na quarta-feira, Moscou criticou duramente a decisão dos EUA de fornecer sistemas de foguetes e munições semelhantes para a Ucrânia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.