Rússia alerta a OTAN que vai começar a atacar assistência militar de países que entram na Ucrânia

Compartilhe

O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, alertou a Otan que a Rússia poderia começar a atacar a assistência militar de países estrangeiros que entram na Ucrânia.

“Estamos alertando que o transporte de armas EUA-OTAN em território ucraniano será considerado por nós como alvos militares legais”, disse Ryabkov à TASS. “Estamos fazendo com que os americanos e outros ocidentais entendam que as tentativas de desacelerar nossa operação especial, de infligir danos máximos aos contingentes russos e formações do DPR e LPR (repúblicas populares de Donetsk e Luhansk) serão duramente reprimidas”.

De acordo com o autor e ex-oficial de inteligência do DIA Rebakah Koffler, a declaração indica que a Rússia vê a assistência de armas como alvos militares legítimos.

“Os russos provavelmente terão como alvo as entregas de armas da Otan para a Ucrânia. Eles alegaram que já atacaram os sistemas de defesa aérea S-300 da Eslováquia”, disse Koffler à Fox News na quarta-feira.

A declaração de Ryabkov vem no mesmo dia em que o presidente Biden anunciou mais US$ 800 milhões em assistência militar com destino à Ucrânia, incluindo novas armas, como sistemas de artilharia que a Ucrânia solicitou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.