Rússia é a principal ameaça que a OTAN enfrenta agora”, diz EUA

Compartilhe

A representante permanente dos EUA na OTAN, Julianne Smith, declarou na quarta-feira que a Rússia representa atualmente a principal ameaça à Aliança Atlântica.

“Concordamos amplamente que a Rússia é o desafio preeminente, a principal ameaça que a aliança da OTAN enfrenta neste momento”, disse ela , citado pelo portal Defense One.

Comentando sobre o novo conceito estratégico que a organização pretende revelar no final de junho em sua cúpula em Madri, Smith observou que há “um entendimento na OTAN de que este documento não deve durar uma semana. Este documento deve durar dez anos.” “.

De acordo com suas declarações, o documento estratégico incluirá pela primeira vez uma menção à China . Além disso, ele disse que os membros da aliança devem abordar a cooperação Rússia-China e sua influência na OTAN.

Quanto à cúpula em si, Smith afirmou que os países membros discutirão o número de tropas e armas a serem implantadas perto das fronteiras da Rússia a médio e longo prazo.

Na semana passada, o subsecretário-geral da OTAN, Mircea Geoana,  declarou  que a Aliança Atlântica “agora não tem restrições” para fortalecer sua posição na Europa Oriental.

Em suas palavras, o início da operação militar da Rússia na Ucrânia “anulou” qualquer conteúdo do Ato Fundador da OTAN-Rússia, alcançado em 1997.

Nestas circunstâncias, a Aliança Atlântica está agora “ desconstrangida a ter uma postura forte  no flanco oriental e a garantir que cada centímetro quadrado do território da OTAN seja protegido pelo Artigo 5 [de defesa coletiva] e pelos nossos aliados”, defendeu. A Geoana acrescentou que espera “uma presença firme, flexível e sustentável”, sem fornecer detalhes sobre qualquer possível desdobramento de forças na região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.