Tempestade Subtropical Yakecan

Compartilhe
Fonte: Windy

Novamente o Brasil tem em sua costa um sistema classificado como Tempestade Subtropical. O ciclone extratropical ganhou características e, se fortaleceu para a condição de Tempestade Subtropical sendo confirmada e nomeada pela Marinha de Yakecan na tarde desta terça-feira (17).

Fonte: Marinha do Brasil

A presença do sistema trouxe bastante queda na temperatura e, locais como Lages, São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Urubici, Urupema e Rio Rufino tiveram a presença de neve. Já em outros estados brasileiros as temperaturas também vão ter quedas.

Segundo a Marinha a Tempestade Yakecan poderá provocar ventos de direção Sudoeste e Sudeste de até 75 Km/h entre os estados do Rio Grande do Sul, ao norte do Rio Grande e de Santa Catarina, ao sul de Laguna entre as noites dos dias 18 e 19 de Maio.

Ventos de direção Oeste a Sul de até 88 Km/h entre os estados de Santa Catarina, ao norte de Laguna e do Rio de Janeiro, ao Sul do Cabo de São Tomé da noite do dia 18 a madrugada do dia 20 de maio.

Esse mesmo sistema poderá provocar ondas de direção Sudoeste a Sudeste, com alturas de 3,0 a 5,5 metros, em alto-mar, entre as manhãs dos dias 19 e 20 de maio; e ondas de direção Oeste a Sul, com até 5,0 metros de altura, entre os estados de Santa Catarina, ao norte de Laguna, e Rio de Janeiro, ao sul de Arraial do Cabo, da manhã do dia 19 à noite do dia 20 de maio.

Adicionalmente, a agitação marítima poderá provocar ressaca com ondas de até 3,5 metros de altura, entre as cidades de Mostardas, no Rio Grande do Sul, e Laguna, em Santa Catarina, entre as manhãs dos dias 19 e 20 de maio.

De acordo com Especialista, a falta de estrutura e condições meteorológicas o sistema não vai alcançar a condição de furacão, permanecendo como Tempestade Subtropical.

Brenda Fontana

Pesquisadora de fenômenos naturais como Tornados, Furacões, Ciclones entre outros. Caçadora de Tempestades iniciante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.