Terra a caminho de ultrapassar o limite crítico de 1,5°C nos próximos 5 anos

Compartilhe

A probabilidade de que a temperatura média anual atinja 1,5°C acima do nível pré-industrial nos próximos cinco anos aumentou,  de acordo com  um relatório climático recente da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

A probabilidade de ultrapassar esse valor aumentou de forma constante desde 2015 , quando estava perto de zero. Enquanto para o período entre 2017 e 2021 essa probabilidade aumentou para 10%.

As previsões atuais mostram que, para o período entre 2022 e 2026, a probabilidade de pelo menos um ano a temperatura aumentar 1,5°C subiu para 50%. Paralelamente, a chance de um desses anos ultrapassar o ano mais quente já registrado é de 93%. Além disso, a possibilidade de que a temperatura média nesses cinco anos seja maior do que nos cinco anos anteriores também é de 93%,  informou  o Serviço Meteorológico do Reino Unido.

“O número de 1,5°C não é uma estatística aleatória. É mais um indicador do ponto em que os impactos climáticos se tornarão cada vez mais prejudiciais para as pessoas e, de fato, para todo o planeta”, explicou Petteri Taalas. Secretário-Geral da OMM.

Taalas adverte que as temperaturas continuarão a subir enquanto as emissões de gases de efeito estufa continuarem. “Nossos oceanos continuarão a aquecer e se tornar mais ácidos, o gelo marinho e as geleiras continuarão derretendo, o nível do mar continuará subindo e nosso clima se tornará mais extremo “, acrescentou.

Embora o Acordo de Paris, adotado por 196 nações em 2015, estabeleça  medidas climáticas para limitar o aumento da temperatura global a 2°C neste século, o valor de 1,5°C foi mantido como referência.

Durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), realizada em Glasgow, Escócia, em 2021, as partes concordaram em manter como metas os números estabelecidos no Acordo de Paris, mas reconheceram que atingir um aumento de 1,5°C reduziria ainda mais o impacto das mudanças climáticas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.