Tropas russas cavaram trincheiras na área mais radioativa de Chernobyl

Compartilhe

As tropas russas que ocuparam a Usina Nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, desde a primeira semana de sua invasão até o final da semana passada, cavaram poços e trincheiras na zona de exclusão altamente radioativa do local, de acordo com imagens de drones dos militares da Ucrânia divulgados na quarta-feira pela Energoatom, a operadora estatal. dos planos de energia nuclear da Ucrânia, informa a CNN Internacional.

“A zona de exclusão foi estabelecida por causa dos altos níveis de radiação na área depois que um reator nuclear explodiu na usina em abril de 1986”, observa a Reuters . O vídeo do drone “mostra poços vazios e trincheiras de fortificações militares abandonadas em uma área conhecida como Floresta Vermelha”, informa a CNN Interncional , em homenagem aos pinheiros que ficaram vermelhos depois de absorver a radiação e “considerados a área mais poluída em toda a zona de exclusão de Chernobyl. — e fora dos limites para qualquer pessoa que não trabalhe lá ou tenha permissão especial.”

A Energoatom sugeriu na quinta-feira passada que os russos abandonaram o local devido a preocupações com a radiação, embora nos dias desde que a Rússia se retirou completamente do norte da Ucrânia. A Ucrânia está agora de volta ao controle de Chernobyl, e os trabalhadores da fábrica disseram que os russos não estavam usando equipamentos de proteção anti-radiação quando levantaram a poeira radioativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.