Ucrânia atinge depósito de armas na região de Luhansk, controlada por Moscou, forças apoiadas pela Rússia dizem que o HIMARS foi usado

Compartilhe

As forças ucranianas conseguiram atacar um depósito de armas bem dentro do território controlado por Moscou na região de Luhansk, com forças separatistas apoiadas pela Rússia em Luhansk dizendo que Kyiv usou o HIMARS Multiple Launch Rocket System (MLRS) doado pelos EUA para fazê-lo.

“O primeiro caso de uso do MLRS M142HIMARS americano, que foi tão anunciado, foi detectado na LPR hoje [terça-feira]”, disse o porta-voz da Milícia Popular da autodeclarada República Popular de Luhansk (LPR), tenente-coronel Andrey. Marochko disse em entrevista à emissora estatal Russia 1.

“Às 7h20, da direção do assentamento de Artemovsk [o lado ucraniano chama a cidade de Bakhmut], houve uma greve em Perevalsk.”

“Esta é a traseira profunda”, acrescentou. “Eu também acho que isso mostra muito agora, sobre o que a Ucrânia está fazendo, porque, em primeiro lugar, confirmamos que esses sistemas estão no Donbas.”

Fotos do rescaldo do ataque, postadas por contas afiliadas russas, mostraram os restos do que parecia ser um míssil de fabricação ocidental.

Comentando os relatos de que as forças ucranianas usaram o HIMARS para atingir forças russas longe das linhas de frente, o chefe da administração militar da região de Luhansk, Serhiy Hayday, disse: “Há boas notícias a esse respeito, porque armazéns e quartéis com pessoal explodem e queimar.”

“Isso pode retardar seu avanço em direção a Lysychansk”, acrescentou Hayday, sem fornecer detalhes adicionais sobre o ataque.

A FOX News não conseguiu verificar independentemente as alegações de que o HIMARS foi usado para atingir forças russas ou apoiadas pela Rússia na região de Luhansk, mas autoridades ucranianas e norte-americanas reconheceram que o MLRS fabricado nos EUA foi implantado e usado perto das linhas de frente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.