Uma nova tempestade solar atingirá a Terra nos próximos dias, enquanto uma rachadura se abriu hoje no campo magnético da Terra

Compartilhe

Mike Cook, que trabalha em operações de clima espacial, disse ao DailyMail.com: “Houve várias erupções de CME [ejeção de massa coronal] nos últimos dias (tempestades solares), mas também há um buraco coronal (as estruturas semelhantes a meteoros ). um buraco negro) que é o disco central.

“Devemos ver os impactos disso nos próximos 2-3 dias.”

E é isso mesmo, o show cósmico não acabou, o Centro de Previsão do Clima Espacial (SWPC) da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) mostra que uma classe G1 deve impactar nosso planeta já na quinta-feira e até sexta-feira.

Os dados também mostram que uma fenda no campo magnético da Terra foi aberta na terça-feira, permitindo que os ventos solares entrassem na magnetosfera do nosso planeta, uma região que nos protege de partículas solares e cósmicas nocivas.

Além de enfraquecer a rede elétrica e interferir no funcionamento dos satélites, a NOAA alerta que esse tipo de sistema afetará bastante os animais migratórios.

O Centro de Previsão do Clima Espacial (SWPC) da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) indica que uma classe G1 deve impactar nosso planeta de quinta a sexta-feira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.