União Europeia criará plataforma para reconstrução da guerra na Ucrânia

Compartilhe

A Ucrânia diz que precisa de US$ 750 bilhões para um plano de recuperação em três etapas após a invasão da Rússia.

A União Europeia criará uma plataforma de reconstrução para coordenar a reconstrução da Ucrânia após sua guerra com a Rússia , disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

A plataforma será usada para mapear as necessidades de investimento, coordenar ações e canalizar recursos, disse von der Leyen na Conferência de Recuperação da Ucrânia na cidade de Lugano, no sul da Suíça, na segunda-feira.

“Desde o início da guerra, a União Europeia mobilizou cerca de 6,2 bilhões de euros (US$ 6,48 bilhões) em apoio financeiro”, disse von der Leyen. “E… mais virão. Vamos nos engajar substancialmente na reconstrução de médio e longo prazo.”

A conferência de dois dias que começou na segunda-feira, realizada sob forte segurança na pitoresca cidade de Lugano, havia sido planejada bem antes da invasão em grande escala da Rússia em 24 de fevereiro. na reconstrução.

A plataforma reunirá países, instituições, setor privado e sociedade civil. Também incluirá organizações internacionais como o Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento e o Banco Europeu de Investimento.

O Banco Europeu de Investimento, braço de empréstimos da UE, está propondo uma estrutura de financiamento usada anteriormente durante a pandemia de COVID-19 para ajudar a reconstruir a Ucrânia com investimentos de até US$ 104,3 bilhões, informou a agência de notícias Reuters nesta segunda-feira.

“Através da plataforma de reconstrução, a Comissão Europeia pode oferecer sua ampla experiência na execução de programas que combinam reforma e investimentos”, disse von der Leyen.

“Além disso, trabalhamos em estreita colaboração com a Ucrânia há muito tempo. E esse trabalho só se intensificará agora que a Ucrânia se tornou formalmente candidata a se juntar à nossa União”.

A Europa tem uma responsabilidade especial e um interesse estratégico em estar ao lado da Ucrânia, acrescentou.

“O objetivo do Kremlin é a destruição militar, política e econômica da Ucrânia”, disse ela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.