Zelensky alerta que Rússia poderia usar a Ucrânia como ponto de partida para ataques a outros países da Europa

Compartilhe

A Rússia poderia usar a Ucrânia como ponto de partida para ataques a outros países europeus, disse o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky. Ele pediu ao Ocidente garantias de segurança que a Ucrânia possa desfrutar enquanto não for membro do bloco militar liderado pelos EUA, a OTAN.

“Precisamos de um sistema de garantias de segurança, que seja eficaz mesmo quando não fizermos parte da aliança”, disse Zelensky na terça-feira em uma mesa redonda organizada pelo The Economist.

“A Rússia vê o território do nosso país como um ponto de apoio para capturar outros estados europeus. O que significa que garantir a segurança da Ucrânia é fornecer segurança a longo prazo para toda a Europa.” 

Ele argumentou que “zonas cinzentas” na segurança europeia tornaram possível para a Rússia enviar tropas para a Ucrânia.

Zelensky mencionou o Memorando de Budapeste, um acordo de 1994 sob o qual a Ucrânia entregou seu arsenal nuclear da era soviética em troca de promessas dos EUA, Grã-Bretanha e Rússia de que “dariam assistência” à Ucrânia em caso de agressão. Os três estados também prometeram não atacar a Ucrânia.

Zelensky disse que as garantias fornecidas pelo Memorando de Budapeste e “garantias” semelhantes agora “foram destruídas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.