Autoridades do Líbano declaram Beirute uma “cidade de desastre” e impõem estado de emergência

Compartilhe

As autoridades libanesas declararam Beirute uma “cidade desastrosa” na quarta-feira, de acordo com as notícias estatais da NNA, citando uma declaração divulgada pelo ministro da Informação do país, Manal Abdel Samad Najd.

Um estado de emergência foi declarado em Beirute por duas semanas, disse Najd no comunicado, acrescentando que isso pode ser estendido.

O Conselho de Ministros do país tomou as duas decisões na quarta-feira em uma “sessão extraordinária” liderada pelo presidente Michel Aoun e na presença do primeiro-ministro.“A mais alta autoridade militar é imediatamente responsável por manter a segurança”, disse Najd no comunicado. “O governo pediu ao Ministério das Obras para tomar as medidas necessárias para garantir as operações de importação e exportação, especialmente nos portos de Trípoli e Sidon.”

Também foi decidido na sessão extraordinária “instruir a Comissão de Alto Relevo a garantir abrigo para famílias cujas casas não são mais adequadas para moradia, escolas e hotéis abertos para receber cidadãos, e solicitar aos serviços de segurança que garantam que Não adultere o cena do crime “, disse o comunicado.

Número de mortos aumenta para 135, diz ministro da Saúde

O número de mortos pela explosão de terça-feira aumentou para 135, disse o ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hassan, à televisão Al-Manar.

Outras 5.000 pessoas estão feridas e dezenas ainda estão desaparecidas, disse ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.