Bolsonaro ataca vacinação, e elogia decisão da Suprema Corte dos EUA de revogar o direito ao Aborto, em entrevista a Fox News

Compartilhe

O Presidente Bolsonaro em entrevista ao canal americano Fox News, nesta quinta-feira (30/06), defendeu o uso de medicamentos contra a Covid-19 e criticou a vacinação contra o vírus.

Bolsonaro elogiou a decisão da Suprema Corte Americana de revogar o direito ao aborto.

Ao âncora e comentarista Tucker Carlson Bolsonaro afirmou que não tomou a vacina contra a covis e que talvez tenha sido o “único chefe de estado do mundo a não aceitar as medidas restritivas”. O presidente justificou a sua decisão de não se vacinar alegando que uma pessoa que já tenha sido contaminada está imune.

“Uma pessoa que já tenha sido contaminada, já está imune, e não precisa tomar a vacina. E esse foi o meu caso. Agora, comprei vacina para todos os brasileiros. Eu não obriguei as pessoas a tomarem vacina, eu respeitei a liberdade individual”, disse o presidente.

O presidente citou “estudos” disponíveis fora do Brasil que mostram que mortes poderiam ter sido evitadas se não houvesse uma pressão contra o tratamento precoce. Disse, também, que apesar das doses de reforço, a população continua se contaminando e morrendo por causa do vírus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.