Hamas se encontra com o Irã; exorta todos os países muçulmanos e árabes a se unirem na guerra contra Israel

Compartilhe

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir-Abdollahian, se encontrou com o chefe do Hamas, Ismail Haniyeh, em Doha na terça-feira.

De acordo com um relatório publicado na Agência de Notícias Mehr do Irã, o ministro das Relações Exteriores disse que Teerã condena “o regime israelense que mata crianças” que o Ocidente apoia.

Amir-Abdollahian também criticou Israel pelo que ele disse serem “crimes brutais dos ocupantes sionistas em Jerusalém e da mesquita Al-Aqsa no Monte do Templo em Jerusalém”.

Ele também enfatizou o total apoio de Teerã à legítima defesa do povo palestino e dos grupos de resistência contra “a ocupação do regime sionista”.

Haniyeh agradeceu ao Irã por seu apoio aos palestinos e pediu uma frente unida de países islâmicos, árabes e outros contra Israel.

Esse tipo de chamada é estranhamente semelhante à da Guerra da Independência de Israel, quando todos os exércitos árabes se uniram para destruir a nação recém-nascida de Israel. Também reflete a profecia de Ezequiel segundo a qual as 70 nações se unirão em uma guerra final contra Israel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.