Invasão russa vai encolher economia da Ucrânia em 45%, diz Banco Mundial

Compartilhe

O Banco Mundial alertou que a economia da Ucrânia encolherá pela metade este ano por causa da invasão russa.

Em uma atualização econômica da região, o Banco Mundial disse no domingo que a economia da Ucrânia deve encolher cerca de 45,1% este ano, “embora a magnitude da contração dependa da duração e intensidade da guerra”.

Anna Bjerde, vice-presidente do Banco Mundial para a região da Europa e Ásia Central, disse que a “magnitude da crise humanitária desencadeada pela guerra é impressionante. A invasão russa está dando um duro golpe na economia da Ucrânia e infligiu enormes danos à infraestrutura. ” Ela adicionou:A Ucrânia precisa de apoio financeiro maciço imediatamente, pois luta para manter sua economia funcionando e o governo funcionando para apoiar os cidadãos ucranianos que estão sofrendo e lidando com uma situação extrema”.

O Banco Mundial prevê que a economia da Rússia se contrairá 11,2% em 2022, após duras sanções.

Outras economias afetadas: O banco também alertou que as economias emergentes e em desenvolvimento na Europa e na Ásia Central serão duramente atingidas.

“Além da Rússia e da Ucrânia, a Bielorrússia, a República do Quirguistão, a Moldávia e o Tajiquistão devem entrar em recessão este ano, enquanto as projeções de crescimento foram rebaixadas em todas as economias devido a repercussões da guerra, crescimento mais fraco do que o esperado no euro. área e choques de commodities, comércio e financiamento”.

Os preços do trigo sobem: Rússia e Ucrânia respondem por cerca de 40% das importações de trigo na região e cerca de 75% ou mais na Ásia Central e no Sul do Cáucaso, segundo o Banco Mundial.

“A guerra elevou os preços do trigo ao interromper as estações de plantio e colheita da Ucrânia, inclusive para outras culturas como milho, cevada e girassol; destrói campos críticos, lojas, infraestrutura e produção, especialmente no leste da Ucrânia; e interrompe o transporte do Mar Negro, de onde são exportados cerca de 90% dos grãos da Ucrânia”, disse o Banco Mundial no relatório.

Os portos russos estão operando, mas os custos de seguro dispararam devido ao conflito e impediram que as cargas deixassem a Rússia, observou o Banco Mundial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.