Israel detecta 12 casos de hepatite ‘misteriosa’ em crianças

Compartilhe

12 casos de hepatite (inflamação do fígado) de uma fonte inexplicável foram relatados em crianças no Shaare Zedek Medical Center e no Schneider Children’s Medical Center for Israel, o Ministério da Saúde anunciou na terça-feira à noite.

O Ministério da Saúde está analisando os relatórios.

No início deste ano, a Grã-Bretanha relatou um surto de casos inexplicáveis ​​de hepatite entre crianças. Desde janeiro, 74 casos de hepatite foram relatados em crianças no Reino Unido.

Desde o início do surto na Grã-Bretanha, os surtos se espalharam para outros países, incluindo EUA, Dinamarca, Irlanda, Holanda e Espanha. Nove casos de hepatite aguda foram relatados em crianças menores de 10 anos no Alabama, de acordo com o departamento de saúde do estado. As crianças afetadas no Alabama experimentaram sintomas de uma doença gastrointestinal e vários graus de lesão hepática, incluindo insuficiência hepática.

De acordo com o Departamento de Saúde Pública do Alabama, as análises revelaram uma possível associação desta hepatite com o Adenovírus 41. Nenhuma das crianças tinha condições de saúde subjacentes. A Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido também afirmou que os adenovírus são uma das possíveis causas que estão sendo investigadas.

De acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC), as hipóteses da equipe de incidentes no Reino Unido giravam em torno de um agente infeccioso ou uma possível exposição tóxica. Nenhum link para a vacina COVID-19 foi encontrado e informações detalhadas coletadas sobre alimentos, bebidas e hábitos pessoais não identificaram nenhuma exposição comum.

As investigações laboratoriais excluíram as hepatites tipos A, B, C, D e E como possíveis causas nesses casos.

“Este é um fenômeno grave”, disse Deirdre Kelly, hepatologista pediátrica do Hospital Infantil de Birmingham, no Reino Unido, ao Science Insider na semana passada. “Estas [eram] crianças perfeitamente saudáveis… até uma semana atrás.”

O Escritório Regional da OMS para a Europa escreveu em uma declaração por e-mail que “Isso deve ser levado a sério. O aumento é inesperado e as causas usuais foram excluídas”, segundo o Science Insider.

Na segunda-feira, o Ministério da Saúde enviou uma carta a profissionais médicos em Israel pedindo que fiquem de olho em crianças com hepatite aguda de causa desconhecida e relatem esses casos ao ministério.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.