OTAN pede que membros enviem ‘armas mais pesadas’ para a Ucrânia em luta contra a Rússia

Compartilhe

O líder da Otan está pedindo a seus países membros na quinta-feira que enviem “armas leves, mas também armas mais pesadas” para a Ucrânia , enquanto os ministros das Relações Exteriores estão se reunindo na Bélgica para mapear os próximos passos da aliança na luta contra as forças armadas do presidente russo, Vladimir Putin. 

O apelo vem quando a inteligência britânica sugere que as forças russas estão mirando infraestrutura em uma tentativa deliberada de sabotar as linhas de suprimentos militares ucranianos antes do que se espera ser um novo ataque no leste do país, que agora se tornou o principal objetivo territorial de Moscou depois de falhar na captura. Kiev. 

“Pedi aos aliados que forneçam mais apoio a muitos tipos diferentes de sistemas, tanto armas leves quanto armas pesadas”, disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg.

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, que está em Bruxelas na quinta-feira para a reunião, também deixou claro seu foco: “Minha agenda é muito simples… são armas, armas e armas”. 

Ele teria pedido aviões, veículos blindados, mísseis terrestres e sistemas de defesa aérea. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.