Presidente do TSE trabalha para eleger Lula, diz Bolsonaro

Compartilhe

O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou nesta segunda-feira (6) o ministro Edson Fachin, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e o acusou de estar trabalhando para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seja eleito para o Palácio do Planalto. 

“Não podemos esquecer que foi o Fachin o relator do processo [no STF] que retirou o Lula da cadeia. E agora está à frente do TSE. Ou seja, um tremendo desgaste para retirar Lula da cadeia, está à frente do TSE e tudo faz para que não haja transparência, obviamente, no meu entender, para eleger o Lula de forma não aceitável”, reclamou Bolsonaro.

O presidente insinuou, ainda, que o TSE pode manipular as eleições a favor de Lula. “No meu tempo, lá atrás, ganhava eleição quem tinha voto dentro da urna. Agora parece — eu quero que esteja errado, e é um direito meu desconfiar —, eu espero que não ganhe eleições quem tem amigo para contar o voto dentro do TSE”, ponderou.

Bolsonaro também disse que só participará de debates eleitorais caso vá para o segundo turno. De todo modo, afirmou que acha impossível ele não ser reeleito já no primeiro turno, apesar de pesquisas de intenções de voto mostrarem que ele e Lula estão tecnicamente empatados, e intensificou as provocações contra o TSE.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.