Xangai na China registra as primeiras mortes por Covid-19 à medida que o bloqueio severo continua

Compartilhe

As mortes ocorrem depois que cerca de 26 milhões de pessoas da cidade vivem sob restrições extremamente rígidas de bloqueio há várias semanas.

As pessoas estão proibidas de sair de suas casas e dependem do governo para entregar comida, com protestos em pequena escala, já que algumas pessoas não conseguiram o suficiente.

A polícia em trajes de proteção foi vista dispersando as pessoas que protestavam contra as duras regras da cidade contra o COVID na semana passada.

Sob as medidas, todos que testarem positivo para COVID devem ficar em quarentena em instalações centralizadas, onde muitas pessoas se queixaram de más condições.

Jane Polubotko, uma expatriada ucraniana em Xangai, foi enviada para um dos centros há três semanas após testar positivo.

Quatro mil pessoas viviam no vasto salão de exposições, com camas em cubículos uma ao lado da outra, banheiros básicos e sem chuveiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.